Volte para os artigos

Com a chegada da rentrée o mundo tecnológico anunciou várias novidades, como é hábito. A Apple usa normalmente este mês e também parte de Outubro para oferecer notícias sobre os seus novos produtos. E por isso tivemos o lançamento oficial do iPhone 13.

Uma das novidades é a função de carregamento invertido sem fios no iPhone 13.

O que é o carregamento wireless invertido?

É um tipo de tecnologia que permite que a bateria de um smartphone seja carregada com outro dispositivo semelhante. Para tal, ambos os aparelhos devem ter a mesma tecnologia sem fios, constituída por bobinas responsáveis pela geração do campo electromagnético que produz a carga.

A única desvantagem deste sistema é que a velocidade de carregamento ainda é muito mais lenta do que com um carregador ligado a uma tomada de parede. Mesmo assim, é uma excelente opção no caso de um dos nossos familiares ou amigos estar a ficar sem bateria no telemóvel. Isto porque temos a possibilidade de partilhar o poder do nosso telefone simplesmente trazendo o nosso terminal para perto do deles.

Mesmo assim, e apesar de este tipo de carregamento não ser particularmente rápido, muitos fabricantes de telemóveis já o implementaram nos seus aparelhos. Xiaomi, Samsung e Huawei já incluem esta função em vários modelos no seu catálogo. Este não é o caso da Apple, que tem tido uma evolução irregular em relação a esta questão.

E quanto ao carregamento sem fios invertido no iPhone?

Este tipo de carregamento é algo que tem sido anunciado no terminal Apple desde 2019, quando o iPhone 11 foi lançado. Mas, aparentemente, a empresa decidiu no último minuto não incorporar esta tecnologia nesse modelo. Uma situação prevista na altura pelo famoso analista de produtos Apple, Ming-Chi Kuo.

Um dos rumores a este respeito indica que, como esta funcionalidade não foi oficialmente lançada, partes do software do iPhone foram preparadas para este sistema e estão bloqueadas enquanto se aguarda a autorização da Apple.

Deve-se notar que todos os modelos de iPhone a partir do iPhone 8 têm bobinas de carregamento sem fios devido à sua compatibilidade com o sistema de carregamento QI. Um sistema de carregamento unidireccional que permite carregar o terminal Apple sem a necessidade de cabos e utilizando carregadores especiais para este fim.

Foi este detalhe que levantou suspeitas de que a Apple está a aumentar o espaço para a bateria e bobinas, precisamente para activar a função de carga inversa sem fios. O que faz sentido, considerando que as bobinas, um elemento chave desta característica, já estão incorporadas no desenho do aparelho de telefone.

Baterias MagSafe com sistemas de carregamento invertido

Como pano de fundo para todos os rumores de cobrança inversa sem fios, temos o artigo publicado pela imprensa especializada Bloomberg em Fevereiro deste ano. Menciona que a Apple está a trabalhar num conjunto de baterias com tecnologia de carregamento invertido que poderia funcionar com iPhones, a partir do iPhone 13, graças ao sistema MagSafe.

Deve-se lembrar que MagSafe é uma tecnologia que permite a ligação de diferentes acessórios ao iPhone através da utilização de ímanes. Um sistema que era anteriormente utilizado noutros dispositivos electrónicos Apple e que a empresa decidiu reanimar no seu smartphone.

Com tudo isto, é evidente que a Apple quer aplicar esta tecnologia. Procura a melhor maneira de o fazer sem causar problemas de sobreaquecimento no seu aparelho principal. Isto também explicaria o atraso no lançamento desta função em comparação com outros fabricantes de telemóveis que já a oferecem sem quaisquer problemas.

Foto de Brandon Romanchuk em Unsplash

210 60 83 29

De segunda a sexta-feira das 9h às 19h e no sábado das 10h às 18h.