Volte para os artigos

Trotinete elétrica: agora podes fazer 5000km com ela

A trotinete elétrica tornou-se uma boa opção para quem vive numa cidade e não quer usar um carro. Seja porque querem evitar engarrafamentos de trânsito ou porque podem pagar, a trotinete elétrica para adultos e a versão para crianças são fáceis de usar.

Pela mesma razão, o mercado das trotinetes elétricas está a crescer e estão a aparecer mais modelos. Isto, por sua vez, traz mais funções e melhora a autonomia deste curioso meio de transporte.

O que considerar ao comprar uma trotinete elétrica?

Comprar uma trotinete elétrica parece simples, mas não é. É importante analisar certas características essenciais para descobrir se o produto é adequado às suas necessidades reais. Os principais pontos a ter em consideração são:

Tipo de vendedor que oferece a trotinete elétrica

Na era da Internet há muitas lojas online e nem todas elas têm uma loja física. Neste caso, o ideal é comprar a uma empresa que tenha um espaço físico onde possamos tocar e testar a trotinete elétrica. Isto dar-nos-á mais detalhes sobre o produto e as suas características técnicas.

Peso da trotinete elétrica

Há muitas trotinetes elétricas e é importante olhar para o seu design. Mas, acima de tudo, o peso. Algo que irá definir o conforto ao controlá-la e ao transportá-la de um lugar para outro.

Deve-se notar que este tipo de dispositivo é para uso ocasional e pode acontecer que tenhamos de sair dele para entrar em lugares ou mudar de um lugar para outro. Daí a importância de escolher um modelo leve, que pode variar de 10 a 15 quilos.

Tipo de rodas

O tamanho das rodas define a estabilidade quando se anda de trotinete elétrica. No entanto, aumenta o peso do dispositivo. Portanto, a chave aqui é usar o bom senso e estar disposto a sacrificar certas características.

Se vai estar em muitos lugares e não consegue entrar em todos eles na trotiene, a melhor coisa a fazer é sacrificar o peso. Nesse caso, é melhor escolher um modelo com rodas pequenas que lhe permita transportá-lo confortavelmente. O que perdemos nesta opção é estabilidade, algo que pode ser resolvido através da melhoria das nossas capacidades ao conduzir uma trotinete.

Por outro lado, se vamos usar a trotinete a toda a hora na rua, sem necessidade de entrar noutros lugares, podemos escolher um modelo com rodas grandes. Desta forma, aumentamos o peso do dispositivo e ganhamos muito mais estabilidade ao conduzir.

Velocidade máxima

A velocidade máxima da trotinete estará diretamente relacionada com a potência da sua bateria e, para além disso, com as condições legais da cidade ou região em que vive. Estes dispositivos estão a começar a ser regulados e, em alguns casos, velocidades superiores a 25 quilómetros por hora não são permitidas.

Portanto, antes de comprar uma trotinete elétrica, é importante que verifique com a sua autarquia local para saber quais são os regulamentos relativos a estes dispositivos. Além disso, se a trotinete for para uma criança, é importante que não exceda uma velocidade máxima de 10 quilómetros por hora.

Conectividade

Os avanços atuais na conectividade permitiram que muitos modelos de trotinetes elétricas fossem emparelhados com um telemóvel.

Assim, da mesma forma que podemos otimizar a bateria de um portátil, podemos otimizar a bateria de uma trotinete elétrica programando as definições apropriadas a partir da aplicação instalada no telemóvel. Entre os fabricantes que já têm aplicações adaptadas para telemóveis estão Xiaomi, Hiboy e Cecotec.

Qual é a autonomia de uma trotinete?

Um dos pontos mais importantes a considerar numa trotinete elétrica é a sua autonomia. Isto refere-se à capacidade da bateria integrada que nos dará uma certa quantidade de quilómetros para cada carga completa que fizermos. Quanto mais watts a bateria tiver, melhor. É habitual que as trotinetes elétricas para adultos tenham baterias de 250 W ou superiores. Por outro lado, no caso de crianças, a bateria recomendada é de 100W. As distâncias máximas podem variar dependendo do modelo, mas alguns modelos podem oferecer uma autonomia de 45 ou mesmo 90 quilómetros com uma única carga.

Contudo, tenha cuidado com fatores como a utilização do dispositivo em colinas ou o peso da pessoa que conduz. Todas elas podem reduzir o alcance de uma scooter eléctrica, uma vez que são cenários em que a scooter faz um maior esforço.

Trotinete elétrica para até 5000 quilómetros

Para além da gama da trotinete elétrica, é também importante olhar para a duração da bateria. Isto determinará o número total de quilómetros que podemos percorrer com o dispositivo antes que a bateria atinja um grau de degradação mais elevado.

Um exemplo de resistência e durabilidade é a trotinete elétrica Mercedes e-Scooter, que promete atingir a quantidade não negligenciável de 5000 quilómetros percorridos. Isto com a ajuda de uma bateria LG de 7,8 lâmpadas com uma capacidade de 500 watts. A scooter pode atingir uma velocidade de 20 quilómetros por hora e a bateria pode ser carregada em três horas e meia. Claro que, para que um dispositivo deste tipo possa atingir um número tão elevado de quilómetros durante a sua vida útil, deve ter uma bateria com uma boa amperagem e potência suficiente para poder funcionar de tal forma.

É também importante olhar para o material da bateria da scooter elétrica. Existem baterias de gel, chumbo e de lítio. Destes três, a bateria de lítio é a que tem mais ciclos de carga. Estas últimas são mais caras, mas a longo prazo compensam, uma vez que a quantidade de quilómetros e a poupança de dinheiro que produzem são muito mais eficientes em comparação com um carro movido a diesel.

Foto por Okai Veículos na Unsplash

210 60 83 29

De segunda a sexta-feira das 9h às 19h e no sábado das 10h às 18h.